topo

Postado em 18 de Maio de 2020 às 09h00

5 Dicas Vitais para sua Loja durante a pandemia da COVID-19

A pandemia da COVID-19 vem modificando totalmente o cotidiano e as formas de fazer negócios no Brasil e no mundo.

E em muitas cidades, alguns prefeitos estão exercendo sua autonomia no que concerne à tomada de decisão em relação à decretos, tanto do governo estadual, quanto do governo federal, principalmente no que tange ao fechamento de lojas e demais estabelecimentos que não são considerados essenciais, a fim de evitar a contaminação de colaboradores e sociedade em geral.

Desta forma lojista, você já parou para pensar que a fim de apoiar o isolamento social, comercializar seus produtos e dar sustentabilidade para seu negócio a longo prazo, a adoção das novas tecnologias passou a ser fundamental?
“Só o e-commerce salva!”
Você ainda estava planejando montar seu e-commerce? Parece que este momento chegou e veio para ficar de uma vez por todas!

Dados recentes do portal e-commerce Brasil, do início mês de maio, apontam que o comércio eletrônico brasileiro contou com um incremento de 81% em relação ao mesmo período analisado no ano passado, o que gerou em movimentações financeiras, o valor de R$ 9,4 bilhões – somente no mês de abril de 2020!
Monte já a sua Loja virtual  
Atualmente existem soluções completas para o lojista migrar com rapidez e facilidade para o comércio eletrônico, por exemplo, criando sua loja virtual com uma infraestrutura pré-desenhada, o que torna o processo muito mais ágil.

Por meio da contratação de uma loja virtual, sua loja pode contar com serviços que variam desde modelos personalizáveis, projetados para se adequar a todos os tamanhos de dispositivos, até a integração junto aos principais marketplaces do país, como Mercado Livre, Submarino, Walmart, Magazine Luiza.

E para incrementar os resultados de sua loja no segundo semestre, deixamos a dica das principais plataformas que podem abrigar seu e-commerce em projetos de curto prazo. Anote aí: Nuvemshop, Shopify, Tray, Loja Integrada, SITE123, Webnode, Jumpseller e iSET.
Criação de um e-commerce com a cara da sua loja!
Para projetos um pouco mais robustos, plataformas como WooCommerce, Magento e Open Real State, são exemplos que proporcionam maior liberdade e autonomia aos desenvolvedores para a criação e customização de seu e-commerce.

Nestas plataformas existe maior flexibilidade de criar formatos exclusivos para sua loja online, tendo acesso à recursos e operações que exigem maior complexidade.
 
A Magento, por exemplo, oferece paras as pequenas empresas alguns recursos como a hospedagem e implementação em nuvem, além de algumas ferramentas específicas para acelerar as vendas. Já a WooCommerce, oferece 15 dias de gratuidade para o lojista testar toda a estrutura, contando também com mensalidades bem acessíveis.  
Adaptação: a palavra do momento
Frente a um dos piores resultados em vendas nos últimos anos, gigantes da indústria automobilística como a General Motors, por exemplo, abriram suas lojas no Mercado Livre, visando amenizar os efeitos da crise provocada pela pandemia.

E você, gestor lojista, já pensou em incrementar as categorias de produtos que comercializa em sua loja ou e-commerce ou abrir novos formatos e canais de comercialização?

Segundo o portal e-commerce Brasil, as categorias que tiveram o maior crescimento em compras no estudo realizado no mês de abril de 2020, em relação ao mesmo mês em 2019, foram respectivamente as seguintes: alimentos e Bebidas (+294,8%), Instrumentos Musicais (+252,4%), Brinquedos (+241,6%), Eletrônicos (+169,5%) e Cama, Mesa e Banho (+165,9%).

Importante ressaltar que para a ida da GM para o Mercado Livre, esta baseou-se em pesquisas no mercado brasileiro de e-commerce, onde um dos dados levantado, foi o de que 34% dos consumidores considera neste momento, realizar suas compras online (em relação ao mesmo questionamento realizado no início de abril, onde o número era de apenas 19%).
Receita para o “novo normal”
E diante de tantas dúvidas do que fazer frente a esta situação de fechamento temporário das operações físicas, a solução para os varejistas é a adaptação – e rápida – a este “novo normal”, projetando um fluxo de caixa a longo prazo, mantendo o diálogo transparente com seus colaboradores e literalmente correndo para adaptar-se ao digital.

Ademais, o momento é oportuno para rever portfólio de produtos, organizar a “casa” e os processos, assim como capacitar colaboradores e desenvolver novas competências para os times!
Lembre-se que é tempo também de redesenhar o planejamento de negócios e buscar parceiros para facilitar novas implementações, tendo um bom sistema de gestão como base! Aposte, pois vai ser sucesso certamente!

Veja também

Inteligência Artificial: uma solução para o atendimento em sua loja!20/10/19 Um colaborador que trabalha 7 dias por semana, durante 24 horas por dia e não precisa de férias. Esta é a nova realidade que pode ser alcançada por meio da programação de inteligência artificial para o atendimento em alguns canais de comunicação de sua loja. Muitas destas aplicações se utilizam de A.I (ou I.A no inglês) e......
Tendências para o Varejo em 202015/01/20 Para o empresário brasileiro acompanhar e lidar com todas as tendências no setor varejista, precisa estar constantemente realizando reciclagens, participando de feiras e ler diariamente conteúdos educativos, acerca do que muda a cada......
7 Dicas de Como Administrar sua Loja em Tempos de Crise!10/10/20 Em tempos de Covid-19, muitos consumidores estão evitando ir às lojas pelo fato de estarem cumprindo o isolamento social. Em muitos posts aqui em nosso blog, citamos inclusive a importância de ter um e-commerce, bem como dicas para a......

Voltar para Blog do Lojista

Estamos usando cookies para lhe oferecer uma experiência melhor em nosso site. Para saber mais sobre cookies acesse nossa Política de Privacidade.